Search
Close this search box.

PRESSÃO ALTA EMOCIONAL

PRESSÃO ALTA EMOCIONAL

E-Book Dieta DASH (Grátis)

Baixe agora mesmo seu exemplar do nosso E-Book Dieta DASH e tenha no seu celular, tablet ou computador um dos maiores guias de saúde para o coração do Brasil!

Como tratar a pressão alta emocional? Será que precisa de medicamentos?

Meu nome é Diogo Kalil, sou médico cardiologista e fica até o final para descobrir como tratar a pressão alta emocional, afinal de contas.

Existe mesmo pressão alta emocional?

Existe sim, pois sempre que o seu corpo está estressado ou ansioso ele libera adrenalina preparando seu corpo para fugir ou lutar e sair ileso daquela situação.

Ou seja, se você é uma pessoa que tem uma rotina estressante, um trabalho que não gosta, um chefe que pega no seu pé, vive em desarmonia com seus familiares, você é um forte candidato a desenvolver pressão alta emocional.

Mas calma, que tem como resolver esse problema de duas formas, a primeira é a medicamentosa, ou seja, através do uso de medicamentos e a segunda forma é a não medicamentosa.

Eu vou começar falando sobre a segunda forma e depois falo sobre o uso de medicamentos, mas reforçando, não vou prescrever nada, caso você acha que precisa de algum medicamento para te auxiliar na redução da pressão arterial o ideal é fazer uma consulta médica com um cardiologista da sua confiança.

Inclusive, caso queira agendar uma consulta comigo, o contato da minha clínica está na descrição, vai ser uma satisfação te atender.

Eu vou focar bastante nesse post sobre as técnicas não medicamentosas, técnicas para você relaxar e ter um controle maior sobre as suas emoções, e consequentemente ter um controle maior sobre a sua pressão arterial.

Mas antes é importante entender o que causa a pressão alta emocional?

Como o nome já diz, a pressão alta emocional é causada devido a oscilações na sua emoção, geralmente emoções negativas, seja um estresse, um aborrecimento que você teve, uma situação de perigo como um assalto por exemplo.

Todas essas situações que deixam seu corpo em estado de alerta, estressam o seu organismo, liberando substâncias e contraindo seus vasos, aumentando a pressão arterial.

É importante ter consciência do que causa a pressão alta emocional pois esse motivo pode ser temporário e passageiro, como o exemplo do assalto, uma discussão no trânsito ou algo do gênero que foi uma situação estressante naquele momento e depois o seu organismo volta ao normal.

Ou também pode ser algo crônico e constante, como é o exemplo de quem trabalha em algo que não gosta, de ter que lidar com chefe chato ou qualquer coisa relacionada que esteja te estressando, te deixando ansioso por muito tempo de maneira contínua.

Pois dependendo de qual é o seu caso a abordagem para tratar essa pressão arterial alta pode ser diferente.

No caso do estresse crônico por exemplo, as chances são altas de que você vai precisar usar medicamentos para controlar a pressão alta, pois você está convivendo frequentemente com o que causa o seu estresse e consequentemente aumenta a sua pressão.

A solução seria evitar essa situação na sua vida para melhorar, mas se não tiver condição disso acontecer, no caso de um trabalho muito estressante por exemplo, que você precisa dele para pagar as contas, aí não tem outra saída, vai precisar usar medicamentos para amenizar e controlar a sua pressão alta.

E talvez, exista a possibilidade ainda de precisar tomar medicamentos de ansiedade, sendo esse o caso, o ideal é passar por um psiquiatra para ele te analisar da melhor forma possível.

Já no caso de eventos cotidianos que são momentâneos, mas que te estressam e te tiram do sério, fazendo com que a sua pressão arterial suba, aí você pode aplicar as técnicas não medicamentosas que vou falar a seguir para controlar a sua pressão alta emocional.

Outro ponto de atenção é que existem pessoas super preocupadas com a sua saúde e andam até com um aferidor de pressão na bolsa pra ficar monitorando de perto, sempre que se estressa vai lá e afere pra ver se está tudo bem.

E não, não está tudo bem, muito pelo contrário, se você faz isso vai é piorar o seu caso, pois a pressão arterial subir em momentos críticos é extremamente normal.

O que não é normal é ficar neurótico aferindo o tempo todo e entrando em um ciclo vicioso que funciona assim.

A pessoa passa por um estresse, afere a pressão e vê a pressão 15 por 9, ai pensa.

“Opa, minha pressão tá alta”

E com isso fica mais nervosa ainda porque viu que a pressão está alta e fica logo pensando besteira com medo de ter um avc ou algo pior.

Resultado?

A pressão sobe mais ainda, a pessoa afere novamente e vê a pressão 18 por 10, ai pronto, agora o diagnóstico do avc já está confirmado na cabeça dela, vai correndo pro hospital e o resto é história. Comenta aqui se você conhece alguém que é assim.

Para quem quer monitorar a pressão arterial o tempo todo, saiba que não adianta medir em momentos de estresse, tem que ser em momentos do dia a dia em que você está normal e relaxado, para ter certeza se é hipertensão ou não.

Inclusive, a solução ideal nesse caso é fazer um mapa de 24 horas e não levar um aferidor na bolsa.

Agora vamos para o que interessa.

Técnicas não medicamentosas para tratar a pressão alta emocional

A primeira técnica a ser feita é praticar atividade física, pois atividade física é algo que estressa o seu corpo de maneira intencional e com isso você vai preparando o seu organismos para situações adversas e estressantes.

Mas nesse caso em específico, a atividade física precisa ser intensa, que faça você suar bastante, cansar, ficar ofegante, porque só assim ela vai estar estressando o seu corpo de fato e te preparando para momentos difíceis

“Ah Dr, mas eu não consigo fazer atividade física”

Duvido muito que isso seja verdade, você pode até não ter condicionamento para fazer de maneira intensa, mas pode começar aos poucos e ir aumentando a intensidade gradualmente

Para isso, o ideal é fazer um check up médico antes de iniciar os exercícios para praticar atividades sem riscos para a sua saúde

A segunda técnica para tratar a pressão alta emocional é a respiração lenta e guiada, tem até vídeos no youtube com a pessoa guiando a respiração para você não perder o ritmo.

Mas basicamente consiste em diminuir o ritmo da respiração, um bom ponto de partida é fazer a respiração no ciclo 4 por 4 por 4, que consiste em puxar o ar durante 4 segundos, depois segurar ele por mais 4 segundos e depois soltar todo o ar em mais 4 segundos.

Você repetindo esse ciclo pelo menos 10 vezes já pode notar uma redução da sua pressão arterial.

Você pode fazer isso no seu dia a dia para desestressar, diminuir a ansiedade, oxigenar mais o seu corpo e reduzir a pressão arterial.

A terceira técnica é a meditação, a mais indicada é a mindfulness, que consiste em ficar atento a respiração.

É difícil no começo, mas com a prática você consegue, no youtube também tem áudios de meditação guiada para você acompanhar.

E basicamente você precisa ficar o tempo todo concentrado no movimento da sua respiração, prestar atenção quando o ar entra, quando sai, se vier algum pensamento você se distancia dele e volta a atenção para a sua respiração.

Inclusive, essa meditação é muito boa para fortalecer o hábito de se concentrar nas tarefas importantes do dia a dia.

A quarta técnica é a oração, prece ou reza

Quando você está orando, automaticamente entra em um estado meditativo, de conexão com algo que é maior que você e isso tem grande poder de te acalmar e consequentemente reduzir a sua pressão alta emocional.

E se você já fez tudo isso e ainda está difícil reduzir o estresse e a ansiedade do dia a dia aí nesse caso é interessante procurar alguma psicológica ou psiquiátrica para te auxiliar no seu caso.

Soluções medicamentosas para tratar a pressão alta emocional

Quando você está passando por uma crise hipertensiva e sua pressão está muito alta, ao ir para a emergência é comum os médicos te darem algum medicamento para controlar essa pressão, o mais comum é o captopril. Mas por que isso nem sempre é interessante?

Lembra que falamos sobre o estresse crônico e o temporário? Se é algo crônico, ok, tudo bem, ele vai passar a medicação, você vai tomar e vai diminuir a sua pressão.

Mas o seu estresse vai voltar com a sua rotina e provavelmente a pressão arterial vai subir novamente, nesse caso, como já falamos, o ideal é ir ao cardiologista para ele ver o que é melhor pra você e passar medicamentos de uso contínuo.

Agora, em casos de estresse temporário, o ideal é que você aplique as técnicas desse post com objetivo de reduzir a pressão alta emocional e só depois vá ao médico caso não resolva.

Porque um estresse temporário, a sua pressão arterial naturalmente vai normalizar com o tempo e com as técnicas desse post.

Agora, por outro lado, se você toma algum medicamento para reduzir a sua pressão arterial, pode acontecer que depois de algumas horas sua pressão fique muito baixa.

Primeiro, porque ela já ia baixar naturalmente, segundo, porque você tomou medicamento para acelerar isso.

Então é sempre importante se conhecer, conhecer o seu corpo, ter calma e só fazer uso de medicamentos em situações realmente necessárias.

Até porque o captopril por exemplo começa a fazer efeito a partir de uma hora, então não tem motivos para se exaltar e ficar preocupado.

Mas se você tem uma rotina estressante e suspeita de pressão alta o ideal é procurar um acompanhamento médico para monitorar a sua saúde de perto e inclusive fazer exames para ter um diagnóstico preciso.

Um ótimo exame para isso é o mapa de 24 horas que eu já flei em um post completo aqui, para assistir.

Te espero lá, grande abraço, até mais

Perfil do Dr. Diogo Kalil no Linkedin: https://www.linkedin.com/in/diogo-kalil/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Precisa de Ajuda?

Marque sua consulta!

Fale no WhatsApp

Matérias relacionadas

Sopro cardíaco
Doenças cardíacas
Sopro Cardíaco

escubra tudo sobre o sopro cardíaco! Neste conteúdo, vamos desmistificar essa condição, explicando suas causas, sintomas e tratamentos. Entenda como identificar e lidar com o

Exames Cardiológicos
Exames
Exames Cardiológicos

Descubra tudo sobre exames cardiológicos! Neste conteúdo, exploramos os principais testes que ajudam a avaliar a saúde do seu coração. Acompanhe e entenda a importância