Cuidados com o coração após Covid

Você se recuperou da Covid, mas está com medo das complicações cardíacas? Então você precisa saber se orientar quanto aos cuidados com o coração após Covid.

É fundamental que os cuidados necessários sejam tomados, a fim de que o quadro clínico não se complique e as chances de óbito não aumentem.

Foi pensando nessa situação que preparei este artigo para você, a fim de que você possa se orientar, da maneira adequada, sobre os cuidados que precisa tomar para que a situação não se agrave.

Portanto, leia até o final e boa leitura.

cuidados com o coração pós covid 2

Quais os cuidados com o coração após Covid?

Se você acha que basta a recuperação da Covid para ficar 100% bem, não se deixe enganar.

É preciso ter a certeza de que a infecção não fez com que seu organismo ficasse cheio de sequelas.

Ainda há muito o que entender sobre a Covid, porém, os estudos já sinalizam a importância de se dar atenção às complicações cardíacas causadas após a recuperação.

Até mesmo quem nunca teve nenhum problema cardíaco pode desenvolver complicações no coração.

Desse modo, é recomendável que os pacientes com Covid sejam monitorados por cardiologistas durante e após a recuperação.

Diversos estudos estão sendo feitos para tentar compreender, da melhor maneira possível, este assunto.

No entanto, o que se sabe até agora é que a Covid consegue atacar o músculo cardíaco e causar a miocardite, que é a inflamação desse músculo.

O miocárdio fica encarregado de bombear o sangue para todo o corpo. Quando está inflamado, essa função fica prejudicada, podendo causar insuficiência cardíaca e arritmia.

Outra complicação relacionada a exagerada resposta imunológica por conta da infecção é a anomalia provocada no endotélio dos vasos, contribuindo para o desenvolvimento de infarto e trombose.

Desse modo, a alta médica recebida após a recuperação da Covid não pode ser encarada como solução total dos problemas.

Há grandes chances de sequelas nos órgãos, de modo que, qualquer sintoma deve ser imediatamente avaliado.

Os sintomas podem ser os mais variados, como:

  • Cansaço;
  • Falta de ar;
  • Palpitações;
  • Dor no peito;
  • Dores de cabeça, etc. 

Assim, se você teve Covid, é muito importante que fique atento aos sintomas que vão surgindo na rotina pós infecção. 

E é fundamental que você mantenha uma rotina saudável, por meio de boa alimentação, atividades físicas (desde que liberadas pelo seu médico) e pensamento positivo.

O controle de fatores de risco e sua importância

Você tem diabetes, idade avançada ou é obeso? Saiba que essas condições complicam, ainda mais, a infecção causada pela Covid.

A idade avançada é a condição que causa mais risco, seguida pela obesidade.

No caso da obesidade, é preciso avaliar o IMC (Índice de Massa Corporal).

Se você for um obeso grau 1 (IMC de 30 a 34.9kg/m2), o seu risco é de 1,5 maior.

Caso seja obeso grau 2, com IMC variando de 35 a 39,9kg/m2, você tem 1.8 maior de risco.

Porém, se você tem um quadro de obesidade mórbida, com IMC superior a 40kg/m2), seu risco é tão alto quanto à idade avançada.

Agora, se você for diabético e se você controlar a doença, o seu risco é de 1,5% maior.

Porém, se a doença está descontrolada, o risco é duplicado.

Assim, se você se enquadra em algum fator de risco citado acima, é fundamental adotar um estilo de vida saudável, para que diminua o risco de contrair formas mais graves da Covid e de ser vítima de infarto.

Caso tenha mais alguma ou queria saber mais informações sobre os cuidados com o coração após covid, deixe seu comentário que terei o maior prazer em responder.

Deixe uma resposta