Aterosclerose: O que é, Sintomas, Causas, Diagnóstico e Tratamento!

artéria

E-Book Dieta DASH (Grátis)

Baixe agora mesmo seu exemplar do nosso E-Book Dieta DASH e tenha no seu celular, tablet ou computador um dos maiores guias de saúde para o coração do Brasil!

Hoje, você vai saber mais sobre a aterosclerose, que é uma das doenças mais comuns existentes no mundo.

O que é aterosclerose?

A aterosclerose é uma doença que tem por característica um processo inflamatório que ocorre por causa do acúmulo de gordura no interior dos vasos sanguíneos no decorrer dos anos.

Quando isso ocorre, cria-se um bloqueio que impede o fluxo sanguíneo e acaba causando complicações, tais como: acidente vascular cerebral (AVC) e infarto.

Vale ressaltar que as placas de gordura podem estar presentes até nas artérias responsáveis por irrigar os rins e demais órgãos do corpo humano, podendo causar mau funcionamento dos mesmos. 

Essas gorduras são criadas, em sua maioria, pelo colesterol mau, o LDL, sendo, por causa disso, importante equilibrar os níveis de colesterol, manter uma dieta com baixo teor de gorduras trans e saturadas, e praticar atividade física com regularidade.

Você sabia que, embora sejam termos utilizados como sinônimos, a aterosclerose é um modelo específico de arteriosclerose?

No ano de 1790, o médico que foi responsável por criar a vacina contra a varíola, Edward Jenner, procurava em um cadáver a causa de sua morte, que foi marcada pelas fortíssimas dores no peito. 

Jenner pôde encontrar, dentro de uma artéria, um elemento duro e muito parecido à areia, o qual, foi definido como “pequenas pedras”.

Essa descoberta tratava-se de placas de gordura que estavam presas às paredes da artéria. Atualmente, esse caso teria sido de aterosclerose.

Sintomas da aterosclerose

A aterosclerose é uma patologia silenciosa, pelas quais, as placas de gordura vão se formando no decorrer dos anos e, em razão disso, os sintomas apenas são percebidos, no instante em que o fluxo sanguíneo fica muito comprometido.

Os sintomas da aterosclerose variam conforme a artéria que é acometida, porém podem surgir:

  • Confusão mental;
  • Tonturas;
  • Dor e/ ou sensação de pressão no peito;
  • Aumento da pressão arterial;
  • Cansaço excessivo;
  • Sintomas e sinais de falência dos rins, como urina com forte cheiro e espumosa, cãibras;
  • Fortes dores de cabeça;
  • Dificuldade para respirar;
  • Fraqueza nos braços ou pernas;
  • Perda temporária da visão de um dos olhos.

Geralmente, esses sintomas aparecem quando a artéria já está praticamente bloqueada, causando desequilíbrio no fornecimento de oxigênio aos órgãos vitais e tecidos do corpo humano. 

Em razão disso, assim que aparecerem sintomas que podem indicar a aterosclerose, é de suma importância que a pessoa procure um médico cardiologista no DF para que um diagnóstico seja realizado e o tratamento iniciado.

Diagnóstico da doença

É preciso que o diagnóstico da aterosclerose seja realizado pelo cardiologista por meio de exames que mostram o perfil lipídico, tais como: HDL, LDL, colesterol total, triglicerídeos, apolipoproteína e PCR.

A fim de confirmar o diagnóstico, o cardiologista pode solicitar que a pessoa realize outros exames como angiotomografia cardíaca, eletrocardiograma, cateterismo, teste de esforço, cintilografia miocárdica e ecocardiograma. 

Esses exames podem identificar se há presença de doença arterial coronariana, que tem a aterosclerose como uma das suas causas.

Causas

A aterosclerose pode ser causada em razão de várias situações, que podem ser genéticas, por causa do estilo de vida ou devido ao envelhecimento. 

Dentre as principais causas da aterosclerose, pode-se citar:

Alimentação com alto teor de gorduras

Consumir, com frequência, comidas ricas em gorduras trans ou saturadas, tais como: alimentos industrializados, bolos, biscoitos, processados, carnes gordurosas, manteiga e queijos em excesso aumenta as taxas do colesterol ruim (LDL) no sangue.

Com isso, a formação das placas de gordura na parede da artéria é iminente, causando a aterosclerose.

O consumo frequente de alimentos ricos em gordura como bolos, biscoitos, alimentos industrializados ou processados, por exemplo, aumenta os níveis de colesterol ruim no sangue, que pode se acumular nas paredes das artérias, causando a aterosclerose.

Cigarro

O fumo traz complicações às paredes das artérias, fazendo com que elas percam elasticidade e causando estreitamento.

Pressão alta

A hipertensão, também chamada de pressão alta, é uma das causas da aterosclerose, pois quando a pressão arterial está alta, as artérias precisam realizar ainda mais esforço para que o bombeamento sanguíneo seja feito com eficácia.

Todo esse processo torna as paredes das artérias danificadas.

Obesidade

A obesidade ou o excesso de peso são responsáveis por causar maiores riscos no desenvolvimento da aterosclerose.

Isso acontece porque, quando uma pessoa está com sobrepeso ou é obesa, a chance de desenvolver diabetes, pressão alta ou colesterol alto é bem maior.

Diabetes

Já que foi mencionada no trecho anterior, é válido ressaltarmos sobre o perigo da diabetes quanto à aterosclerose.

É sabido que o excesso de açúcar no sangue pode danificar as artérias sanguíneas. Com elas danificadas, o risco de desenvolver uma aterosclerose cresce.

Para quem não possui total conhecimento… o açúcar que não é queimado (usado como energia) pelo corpo, é transformado em gordura.

Tratamento para aterosclerose

O objetivo primordial do tratamento para aterosclerose é restabelecer o fluxo sanguíneo, que é feito através da retirada das placas de gordura nas artérias por meio de cirurgia, angioplastia e/ou com a utilização de medicamentos que são prescritos pelo médico cardiologista em Brasília.

Os medicamentos que são recomendados pelo cardiologista, possuem a função de trazer melhorias ao funcionamento cardíaco e, como consequência, de oxigênio para o coração, equilibrar os batimentos do coração e diminuir a taxa de colesterol ruim.

É de suma importância levar em consideração que o tratamento deve ser realizado por um médico especialista que, através das suas orientações, consegue evitar o surgimento de doenças como: insuficiência renal, acidente vascular cerebral (AVC) e infarto, por exemplo.

Caso você queira se cuidar, desde já, para que não haja desenvolvimento da aterosclerose,

é preferível que mude seu estilo de vida para não haja acúmulo de gordura nas paredes de suas artérias.

Passar a se alimentar com mais qualidade e realizar atividades físicas semanais contribuem muito para que essa doença se mantenha distante de você.

Com isso, é menos provável que uma pessoa desenvolva a aterosclerose.

Se porventura você ou algum conhecido estiver com qualquer sintoma, é imprescindível procurar o Médico Cardiologista Dr. Diogo Kalil no DF para que o diagnóstico seja feito e, caso dê positivo, iniciar o tratamento mais adequado ao paciente.

Agora que você já sabe sobre a aterosclerose, que tal conhecer um pouco sobre a arteriosclerose?

O que é arteriosclerose?

A arteriosclerose é uma condição das artérias que pode levar a um ataque cardíaco. Por causa disso é de suma importância evitar fatores de risco e, também, se manter atento aos cuidados necessários para um bom funcionamento dos vasos sanguíneos.

Aterosclerose, como já foi mencionada, é uma doença conhecida por gerar um acúmulo de gordura nas paredes das artérias.

Como consequência, a arteriosclerose é desenvolvida. Com ela, os vasos sanguíneos ficam rígidos e seu tamanho é reduzido, aumentando o risco de obstrução. 

Esta doença é a causa de infarto e derrames do miocárdio. Por esse motivo é tão importante cuidar das artérias. 

Para fazer isso devemos evitar todos os fatores de risco possíveis como obesidade, colesterol alto, sedentarismo e tabagismo.

Essa doença cardíaca é uma patologia que se desenvolve lentamente. Não apresenta sintomas, por isso é difícil saber se uma pessoa tem arteriosclerose ou não.

Ela só pode ser detectada mediante uma análise ou quando uma outra doença, causada pela arteriosclerose, é desencadeada.

Vale ressaltar que os homens são mais propensos a sofrer com ela do que as mulheres

Espero que você tenha entendido mais sobre a aterosclerose e a arteriosclerose! 

Acompanhe os demais artigos do blog para ficar por dentro e saber como se manter atento para não contrair doenças cardíacas. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Precisa de Ajuda?

Marque sua consulta!

Fale no WhatsApp

Matérias relacionadas