Search
Close this search box.

Hipertensão na Gravidez: O que é? Tipos, Causas, Sintomas e Mais!

Hipertensão na Gravidez: O que é? Tipos, Causas, Sintomas e Mais!

E-Book Dieta DASH (Grátis)

Baixe agora mesmo seu exemplar do nosso E-Book Dieta DASH e tenha no seu celular, tablet ou computador um dos maiores guias de saúde para o coração do Brasil!

Quando o assunto é hipertensão na gravidez, tomar alguns cuidados é de suma importância tanto para a saúde da mãe quanto para o desenvolvimento e saúde do feto.

Você sabia que a pressão alta na gravidez afeta cerca de 8% das brasileiras?

A doença é considerada a mais perigosa pois é a maior causadora de mortes durante o período gestacional.

Em razão disso, é preciso que você conte com um médico obstetra que consiga analisar o problema e, se necessário for, te encaminhe para o médico cardiologista Diogo Kalil no DF.

E, vendo isso, decidi escrever esse artigo com a intenção de que você entenda mais a respeito de:

  • O que é hipertensão na gestação?;
  • Quais são os tipos de hipertensão na gestação?;
  • Quais são as causas da hipertensão na gestação?;
  • Quais são os principais sintomas da hipertensão na gestação?;
  • Prevenção da hipertensão na gestação;
  • Como é feito o tratamento da hipertensão na gestação?

O que é hipertensão na gestação?

Caracterizada por ser aumento da pressão arterial, a hipertensão na gestação, caso não seja tratada da maneira correta, pode trazer complicações à vida da mãe e do bebê.

Se porventura você tiver pressão arterial a partir dos 140/90mmHg, então é considerada uma pessoa hipertensa;

É importante que a grávida trate a doença como séria e, caso seja diagnosticada, faça consultas pré-natais de forma rigorosa para que a hipertensão na gestação não seja um problema para o bom andamento da sua gravidez.

Quais são os tipos de hipertensão na gestação?

Geralmente, é possível classificar os tipos de hipertensão na gestação que a gestante pode ser acometida.

Dentre elas, cita-se:

Pré-eclâmpsia e eclâmpsia

A pré-eclâmpsia é conhecida por ser uma elevação da pressão arterial depois da vigésima semana de gestação, tendo perda de proteínas através da urina, denominada de proteinúria. 

Na grande maioria das vezes, a doença possui ligação com a diminuição do número de plaquetas no sangue ou até, problemas no sistema renal, nervoso central e hepático.

Caso não seja controlado de modo ideal, a doença pode acarretar na eclâmpsia.

Tratando-se da parte final da doença, ela pode trazer sérios riscos à vida da mamãe e também, do bebê, pois podem ocorrer crises convulsivas na gestante.

Hipertensão crônica pré existente

É caracterizada de forma prévia à pressão alta que já havia antes mesmo do começo da gestação ou que foi diagnosticada antes da vigésima semana de gravidez.

Estudiosos afirmam que quando a hipertensão aparece até a vigésima semana, mostra que a doença já estava na mulher antes dela engravidar, porém, ela não sabia.

Hipertensão gestacional

Por sua vez, a hipertensão gestacional ocorre quando há aumento da pressão depois da vigésima semana de gravidez, geralmente no 3º trimestre.

Entretanto, neste caso, não ocorre perda de proteínas pela urina ou outro sintoma de pré-eclâmpsia.

Normalmente, a doença some em até 15 dias depois do parto. Caso isso não ocorra em até 12 semanas, a mãe passa a ter a hipertensão crônica.

Pré-eclâmpsia combinada à hipertensão crônica

É caracterizada pela elevação da pressão arterial depois da vigésima semana de gravidez juntamente com a perda de proteínas através da urina em grávidas que já haviam sofrido com hipertensão antes de ficarem grávidas.

Causas da hipertensão na gestação?

De fato, não existe apenas uma causa da hipertensão na gestação

Geralmente, ela ocorre devido a uma má alimentação, com alto consumo de sal, ligado a um problema no organismo da grávida.

Causas como o estresse elevado e sedentarismo podem trazer influências no surgimento da doença. 

É válido ressaltar que grávidas com mais idade, possuem maiores chances de desenvolver a pressão alta na gravidez.

Por sua vez, a pré-eclâmpsia surge, na maioria das vezes, na primeira gestação ou em gravidez múltiplas, ou seja, quando é gerado mais de 1 bebê ao mesmo tempo.

Quais são os principais sintomas da hipertensão na gestação?

São diversos os sintomas que existem que indicam hipertensão na gestação. Dentre eles, pode-se citar:

  • inchaço no corpo;
  • dores de cabeça;
  • dores abdominais;
  • alterações na visão;
  • náuseas e vômitos;
  • diminuição dos movimentos do bebê por mais de 1 dia inteiro;
  • sangramentos vaginais.

Prevenção da hipertensão na gestação

Consultar-se com um bom obstetra e fazer as consultas de pré-natal são as melhores maneiras de se manter longe dos problemas que envolvem a hipertensão na gestação.

Assim, o médico vai poder, além de aferir (medir) a pressão arterial, se atentar quanto aos sintomas que a grávida pode relatar.

Também, é importante cuidar da alimentação, cortando os alimentos que possuem altas taxas de sódio.

Ah, é bom lembrar que não há sódio apenas em comidas salgadas, mas também em industrializados, biscoitos e refrigerantes.

Outra medida que ajuda na prevenção do problema é reduzir o consumo de café e, é claro, não ingerir álcool, drogas e nem fumar. 

Se o problema ainda não tiver se instalado e se não houver restrição médica por quaisquer motivos, exercícios físicos moderados também são recomendados.

É de suma importância procurar um médico cardiologista para que possa ser feita uma avaliação do estado de saúde da gestante. 

Caso seja diagnosticada com hipertensão, é preciso iniciar um tratamento para que nem o bebê e nem a mãe sofram com problemas na gestação.

Como é feito o tratamento da hipertensão na gestação?

O tratamento da hipertensão na gestação varia de acordo com o nível da doença.

Em casos em que a pressão alta é considerada de leve a moderada, o melhor tratamento para controlar a doença é seguir uma dieta equilibrada, pobre em sódio, rica em nutrientes de ação vasodilatadora e em ácido fólico.

Cuide de seu peso. É importante evitar consumir comidas calóricas onde o excesso de açúcar, farinha e gorduras podem contribuir para o surgimento da hipertensão na gravidez.

Geralmente, nesses tipos de caso, é preciso comparecer, todas as semanas, no consultório médico para que a pressão da paciente seja aferida e para verificar se há proteínas sendo liberadas pela urina.

Pode ser que umas das orientações médicas sejam de evitar exercícios físicos, não se estressar e reduzir atividades do dia a dia.

Entretanto, nos casos em que o grau da hipertensão na gestação é mais grave e quando não há possibilidade de controlar a pressão alta somente com dieta equilibrada, o tratamento é diferente.

Seu médico, provavelmente, deve prescrever o uso de medicamentos anti-hipertensivos que não tragam riscos à vida do bebê e, também, repouso para controlar a pressão arterial.

Caso não seja possível baixar a pressão, o médico vai poder estar antecipando a data do parto com medidas de segurança.

Neste caso, o parto é realizado com, no mínimo, 34 semanas de gestação.

Percebeu que a pressão alta na gestação é uma doença em que se deve tomar cuidado e procurar auxílio médico?

Por isso, não abra mão de realizar um pré-natal com um obstetra de sua confiança. 

Espero que você saiba o que fazer caso tenha qualquer sintoma de hipertensão na gestação

Até porque, apesar de milhões de mulheres sofrerem com isso ao redor do mundo, a pressão alta na gravidez é uma doença que tem tratamento.

Acompanhe os outros artigos do blog para que você possa continuar se prevenindo contra demais doenças cardíacas.

Perfil do Dr. Diogo Kalil no Linkedin: https://www.linkedin.com/in/diogo-kalil/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Precisa de Ajuda?

Marque sua consulta!

Fale no WhatsApp

Matérias relacionadas

COLESTEROL ALTO
colesterol
COLESTEROL ALTO: CAUSAS E SINTOMAS

Olá pessoal, meu nome é Diogo Kalil, sou médico cardiologista e nesse post de hoje vamos falar das causas e sintomas do colesterol alto Se

PRESSÃO ALTA EMOCIONAL
Pressão arterial
PRESSÃO ALTA EMOCIONAL

Como tratar a pressão alta emocional? Será que precisa de medicamentos? Meu nome é Diogo Kalil, sou médico cardiologista e fica até o final para

PRESSÃO ALTA
Pressão arterial
PRESSÃO ALTA SINTOMAS E CAUSAS

Você tem pressão alta ou conhece alguém que tem? Sabe quais são os sintomas e as causas? Sabe por que a pressão alta é tão